Foodtruck amplia receitas simples e fáceis de serem degustadas

0
O sonho de muitas pessoas que sabem e gostam de cozinhar é ter um restaurante ou lanchonete próprios. No entanto, os altos custos podem impedir a realização desse sonho, o que está mudando com a explosão de foodtrucks nas grandes capitais.

O investimento é um pouco menor do que em um restaurante fixo e as receitas costumam ser mais simples, uma vez que o prato será comido em pé ou em banquinhos, sem o auxílio dos talheres de um grande restaurante.

Um dos pontos que deve ser analisado antes de montar um foodtruck é qual será o tipo de comida servida e como será o automóvel. É possível buscar um ônibus usado a venda e reformá-lo, fazendo as adaptações necessárias para que o mesmo deixe de ser apenas um meio de transporte e transforme-se em uma cozinha sob rodas.

Transformações necessárias

Para adaptar um ônibus ou micro-ônibus e transformá-lo em um foodtruck primeiro é preciso definir qual será o tipo de comida que será servida, ou se apenas serão vendidas bebidas específicas, se será necessário freezer para sorvetes e outros aparelhos necessários para preparar e servir as receitas.

Ter espaço interno também é importante, especialmente quando o foodtruck irá disponibilizar bancos e pequenas mesas para os clientes degustar os pratos servidos. Contar com profissionais qualificados e registrados também é necessário, garantindo assim que não ocorrerá nenhum problema com a advocacia trabalhista, especialmente porque os horários e dias de trabalho em um foodtruck são alternativos e flexíveis.

O que vender em um foodtruck?

Diversos tipos de comida e bebida podem ser vendidos em um foodtruck, desde sanduíches, sucos e sorvetes até pratos mais requintados. As comidas mais comumente encontradas em feirinhas gastronômicas e foodtrucks são:

  • Sorvetes;
  • Fingerfood;
  • Salgados e sanduíches,
  • Variações de pratos regionais;
  • Culinária estrangeira;
  • Bebidas diversas;
  • Doces;
  • Bolos e tortas.

Os foodtrucks podem servir todo tipo de comida, desde pratos mexicanos, italianos, japoneses até bolos e brigadeiros. O importante é ter produtos de qualidade e um atendimento de primeira, trabalhando de preferência com apenas um tipo de gastronomia e investindo em novas receitas, que sejam fáceis de serem preparadas no loca, além de apresentar rapidez e agilidade nos pedidos, conquistando cada vez mais o público.

Vídeo mostra como fazer bolos no pote e ganhar dinheiro com isso

Compartilhe:
Dê sua nota:
Não gosteiRegularBoaÓtimaMaravilhosa (Nenhum voto)
Loading...

Deixe um comentário